AGETO 15/05/2017 - 12:20 - Luzinete Bispo / Governo do Tocantins

Mais de 60 caminhoneiros são atendidos em ação do Maio Amarelo nesta segunda

A blitz Maio Amarelo da Ageto e Sest Senat fez atendimento de prevenção a saúde do caminhoneiro nesta segunda A blitz Maio Amarelo da Ageto e Sest Senat fez atendimento de prevenção a saúde do caminhoneiro nesta segunda - Thiago Sá / Governo do Tocantins
Todos os caminhoneiros que passaram pela balança eram convidados a aferir pressão na tenda Todos os caminhoneiros que passaram pela balança eram convidados a aferir pressão na tenda - Thiago Sá / Governo do Tocantins
Além dos caminhoneiros os condutores de carros pequenos também receberam material com instruções sobre os riscos de tomarem as decisões erradas no trânsito Além dos caminhoneiros os condutores de carros pequenos também receberam material com instruções sobre os riscos de tomarem as decisões erradas no trânsito - Thiago Sá / Governo do Tocantins

No período em que são realizados a Semana Mundial de Segurança no Trânsito da ONU e o Movimento Maio Amarelo #MinhaEscolhaFazADiferença, o Governo do Tocantins, por meio da Agência de Transportes e Obras (Ageto) realiza várias ações de conscientização sobre comportamentos de risco no trânsito.

Nesta segunda-feira, 15, a ação está acontecendo no Posto de Pesagem e Fiscalização junto ao Posto da Polícia Militar, no Luzimangues. A iniciativa é voltada aos caminhoneiros que por ali trafegam. Até as 11 horas foram realizados mais de 60 atendimentos aos caminhoneiros. A ação vai até as 16h30. Na próxima quarta-feira, 17, será a vez da TO-050 no Posto de Pesagem na saída de Taquaralto.

Os motoristas de caminhões recebem aferição de pressão arterial, e medição de ICM – índice de massa corporal, além de outras informações de prevenção à saúde. Também recebem um kit contendo material educativo e um boné sobre o Maio Amarelo.

Além dessa prestação de serviços aos caminhoneiros a Ageto e o Batalhão de Polícia Militar Rodoviário e de Divisas (BPMRED) fizeram uma blitz educativa na autopista com distribuição de material educativo aos motoristas de veículos pequenos. “Estamos abordando todo tipo de condutor, pois é necessário que todos os usuários de nossas rodovias tenham consciência de seu papel respeitando uns aos outros, para reduzirmos o número de mortes no trânsito”, disse a socióloga e educadora no trânsito da Ageto, Vera Lúcia Rocha Dourado.

 “Investir na redução de acidentes, em nossas rodovias, é uma questão de segurança pública. Por isso estamos trabalhando neste Maio Amarelo nas rodovias onde identificamos pontos críticos. Mobilizamos parceiros como o Sest e Senat para juntos conscientizarmos os condutores para fazermos um trânsito mais seguro e humano”, afirmou o presidente da Ageto, Sérgio Leão.

O caminhoneiro Wilian Costa, de Matão-SP, deparou-se com uma pressão alta ao ser abordado na blitz educativa no Luzimangues. Foi orientado a procurar um médico em Palmas, antes de seguir viagem. Também recebeu informações dos perigos da hipertensão ao volante e, principalmente, sobre sua alimentação e os cuidados que deve tomar agora que descobriu a doença. “A gente não sente nada e por isso vai deixando passar sem ir ao médico, quando vem sentir já é tarde”, disse Costa.

Outro condutor de caminhão que também aferiu pressão e estava alta foi José Wagner Lopes, 42. “Agora preciso passar em um posto de saúde para tomar remédio com prescrição médica. Foi bom ter sido parado para medir a pressão. Só assim a gente dá mais atenção à saúde”, disse Lopes.

Pedro Júlio Cardoso, 65, de Petrolândia-PE, comenta que já viu muito acidentes nas rodovias por onde passa. “A maioria deles é por falta de atenção, falha humana e uso de drogas dos motoristas. Não podemos generalizar porque muitos motoristas não usam isso. Mas as vezes pode ser que os caminhoneiros passem mal ao volante porque não tem tempo de cuidar da saúde. Eu sequer fumo”, declarou Cardoso.

Compartilhe esta notícia