AGETO 20/04/2017 - 18:20 - Erica Lima/Governo do Tocantins

Governo vai integrar ações para garantir segurança viária

A proposta é que o grupo seja formalizado nos próximos dias em forma de um Comitê A proposta é que o grupo seja formalizado nos próximos dias em forma de um Comitê - Thiago Sá / Governo do Tocantins

Representantes da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), do Naturatins, do Batalhão de Polícia Militar Rodoviário e de Divisas (BPMRED) e da Secretaria Estadual de Saúde se reuniram na tarde desta quinta-feira, 20, para iniciar a criação de um grupo de trabalho com a função de traçar ações que garantam a segurança viária.

De acordo com a Diretora de Engenharia de Tráfego e Segurança Rodoviária da Ageto, Lúcia Leiko, o objetivo é integrar ações governamentais com a intenção de melhorar a segurança viária nas rodovias do Tocantins. “Nós precisamos reunir as estatísticas para localizar pontos críticos e fatores de risco com a finalidade de prevenir acidentes e evitar mortes”, explicou.

A meta é reduzir, até 2020, o número de acidentes e de vítimas fatais em 50% conforme resolução da Organização das Nações Unidas (ONU). O assunto também será debatido em maio durante um seminário com presença de diversos especialistas em segurança viária.

Uma das ideias propostas na reunião foi a utilização do modelo de Palmas com o programa “Vida no Trânsito”. “A experiência de Palmas é um exemplo a ser seguido, aqui na Capital o cruzamento de dados possibilitou a identificação de pontos críticos para que as ações fossem feitas de forma direcionada”, explicou, Simone Matias Gondim, representante da Secretaria Estadual da Saúde.

A proposta é que o grupo seja formalizado nos próximos dias em forma de um Comitê. Após essa formalização seus membros deverão trabalhar no cruzamento de dados estatísticos que possibilitem a identificação dos trechos considerados de risco para a população. A partir dessa localização, um estudo será realizado com o objetivo de verificar quais as providências para diminuir a incidência de acidentes no local. “Só a partir do conhecimento desses dados poderemos, efetivamente, atuar em ações direcionadas otimizando assim os recursos estaduais”, ressaltou representante da Polícia Militar, Major Delano.

Compartilhe esta notícia