Aeroviário

O Estado do Tocantins possui um sistema aeroviário enxuto, com três aeroportos públicos distribuídos de forma a atender as principais regiões do Estado. Destes, apenas o Aeroporto Internacional Lysias Rodrigues na capital Palmas é de responsabilidade administrativa da Infraero, na região central do Tocantins.

Os outros dois aeroportos são administrados pelos municípios de Araguaína (região norte) e Gurupi (região sul) por meio de convênio com o Governo do Estado. No caso de Araguaína a administração foi terceirizada e está sob a responsabilidade da empresa Esaero.

Somente os aeroportos de Palmas e Araguaína possuem voos comerciais regulares. O aeroporto de Gurupi é muito utilizado na aviação que utiliza aeronaves de pequeno porte.

Lysias Rodrigues

O aeroporto Lysias Rodrigues conta com completa infraestrutura incluindo a torre de controle e instalações para o grupamento de navegação aérea; seção contra incêndio, com abrigo para viaturas, refeitório e salas de treinamento; dois terminais de combustíveis para abastecimento de aeronaves; portão com controle de acesso eletrônico, guaritas, estacionamento e edificações de proteção ao voo, além de um acesso viário de mais de 4 km que liga o aeroporto à principal avenida de Palmas.

As dimensões da pista de pouso são 45m x 2.500m com capacidade para operar aeronaves do porte do Boeing 767. O aeroporto tem dois 02 pátios, um para aviação regular e outro para aviação geral, que possuem juntos 41.360 m², áreas para instalação de PAA, hangares e áreas terminais da carga e manutenção das empresas aéreas.

As instalações somam área construída de 12,3 milhões de m², com praça de alimentação para 200 pessoas, espaço cultural, 25 lojas no conceito de Aeroshopping, 12 balcões de check-in, terraço panorâmico, em um ambiente inteiramente climatizado, com capacidade para atender até 370 mil passageiros por ano.

Terminal de Cargas

O Teca - Terminal de Logística de Cargas - do Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues opera com a movimentação de carga nacional, com possibilidade de expandir as operações para importação e exportação. Foram investidos R$ 3,5 milhões na construção da área de armazenamento de cargas de 500 metros quadrados, além espaços para instalações administrativas.

Ao todo, o terminal de cargas do aeroporto de Palmas conta com mais de 1.400 m² de área, com espaço para movimentação e recebimento de cargas; docas, pátio externo, guarda valores, área de entrega e liberação de mercadorias. A previsão é que quando estiver em pleno funcionamento terá capacidade de movimentar até 15 toneladas de produtos ao mês.

Previsão

O Ministério do Turismo anunciou a liberação de R$ 400 mil para a elaboração dos projetos executivos necessários para a construção do aeroporto de Mateiros. O município, porta de entrada para o parque estadual do Jalapão é um dos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional e fica próximo às divisas dos estados do Maranhão, Piauí e Bahia.

Hoje, a cidade tem uma pista de terra compactada, que recebe aviões de pequeno porte. Com a edificação do aeroporto, Mateiros poderá receber também aviões a jato. Importante passo para o desenvolvimento do turismo no Jalapão, cujo potencial turístico é inegável.